Home / Cotia / Novo delegado da Granja é apresentado no primeiro CONSEG de 2018

Novo delegado da Granja é apresentado no primeiro CONSEG de 2018

Por Victor de Andrade Lopes

Da esquerda para a direita: James, Venâncio, Marcos (GCM), Goreti, Fernandes, Marcos (delegado) e Pontes (Foto: Victor de Andrade Lopes)
Da esquerda para a direita: James, Venâncio, Marcos (GCM), Goreti, Fernandes, Marcos (delegado) e Pontes (Foto: Victor de Andrade Lopes)

O CONSEG (Conselho de Segurança) da Granja Viana promoveu na noite de ontem (1 de fevereiro) sua primeira reunião mensal de 2017. O encontro contou com a presença da presidente da entidade, Maria Goreti; do novo delegado do 2º DP de Cotia, Marcos Alexandre Catta; do capitão Rogério Fernandes e do comandante-capitão Venâncio, da Polícia Militar (PM) de São Paulo; do classe distinta Marcos, da Guarda Civil Metropolitana (GCM); do tenente Pontes, da Polícia Militar Rodoviária (PR) de são Paulo; e de James, representante da Secretaria de Trânsito e Transportes de Cotia.

A reunião foi marcada pela estreia do novo delegado da Granja, Marcos Alexandre Catta. Ele substitui Fábio Pescarmona, que comandava o 2º DP havia quase dois anos e agora assumiu o 1º, no centro da cidade. Marcos vem do 6º DP de Santo André, na Grande São Paulo, e arrancou aplausos com seu discurso de apresentação. “Venho de uma área que tinha mais gente que o município de Cotia inteiro. Lá era uma área de periferia, a delegacia era bastante movimentada. Aqui, encontrei um ambiente mais tranquilo e uma população educada e cortês. A delegacia é limpa, bonita e tem um pessoal que atende muito bem. Por outro lado, encontrei também uma equipe enxuta”, disse.

Ele afirmou ter a intenção de focar seu trabalho em investigação, dando atenção especial a roubos em condomínios. Fez inclusive dois apelos: “Ajudem-nos com imagens. Muitos condomínios têm câmeras que só filmam, mas não monitoram”. E, em outro momento, pediu que as pessoas se previnam contra roubos e furtos. “Não dá para colocar viaturas 24h perto de pontos de ônibus, escolas ou centros comerciais. Acabaríamos acusados de fazer segurança privada”, disse.

Ele comentou também o papel da polícia no combate à violência. “Enquanto a gente mandar só a polícia pros morros, a violência não vai acabar. Temos que mandar educação, saúde, serviços públicos”, afirmou.

Outro estreante foi o comandante-capitão Venâncio, da PM, que atua na 2ª Cia. de Carapicuíba. Ele foi convidado a participar do CONSEG devido ao fato de alguns moradores da Fazendinha e de outros condomínios da Granja em Carapicuíba comparecerem às reuniões, mesmo o CONSEG da Granja Viana sendo referente somente ao distrito cotiano, que vai aproximadamente do km 21 ao km 29 da Rodovia Raposo Tavares. “Carapicuíba é mais pobre e carente que a Granja Viana, e tem uma população que possivelmente já ultrapassou a casa dos 500 mil. A minha Cia. é mais voltada para a zona sul da cidade, enquanto que a 1ª fica na região central”, explicou.

Fernandes trouxe boas e más notícias ao público. A boa notícia é que Cotia foi na contramão dos índices criminais e não registrou aumento em nenhum deles no final de 2017, com relação ao mesmo período de 2016. Contudo, ele ressaltou alguns dados que chamam a atenção: um estupro foi registrado na cidade na noite de ano-novo, sendo que o ato consistiu em um “agarrão” – com novas leis que visam proteger as mulheres do crime de assédio, já é possível registrar atos desse tipo como estupro, segundo Fernandes.

Outro dado curioso é o roubo de carros: na maioria dos casos, as vítimas estavam paradas, dentro do carro, esperando alguém e concentradas no celular. “Você passa nos pontos de ônibus e vê dois, três carros parados esperando alguém chegar. Isso é um prato cheio para ladrões de carros. O ideal é se comunicar com a pessoa por telefone para saber o horário exato em que você deve chegar com o carro para coletá-la”, explicou.

O terceiro e último dado singular é o crime de roubo de cargas, que tem ocorrido na região. “As empresas estão fracionando suas entregas em carros ou vans para fugir das restrições a caminhões e escapar dos ladrões de carga, mas não tem adiantado muito”, conta. Ele também falou de invasões a condomínios, que muitas vezes ocorrem porque as quadrilhas obtêm informações privilegiadas de prestadores de serviço ou mesmo de moradores.

A má notícia que ele trouxe é que as câmeras inteligentes que estavam instaladas na Raposo e que eram capazes de detectar automaticamente placas de veículos roubados, emitindo um alerta para viaturas próximas logo em seguida, foram todas desativadas no final de dezembro devido ao fim do contrato do governo do Estado com a empresa responsável. Ainda não há previsão para a retomada do serviço.

O tenente Pontes, que foi designado pela PR para cuidar especificamente do trecho inicial da Raposo (que compreende os municípios de São Paulo e Cotia), revelou alguns dados sobre acidentes no trecho em questão: em 2017, dos 984 ocorridos, 720 – aproximadamente 73%  – envolveram motos. Numa tentativa de abaixar esses números, a PR investiu em fiscalização e aplicou mais de 1,3 mil multas em motociclistas por trafegarem no corredor. Como resultado, segundo Pontes, a Raposo já registrou queda de 50% no número de acidentes com motos com relação ao mesmo mês do ano passado.

Por fim, ele informou que a corporação tem intensificado as patrulhas pela rodovia. “Pode parecer que agora temos mais viaturas, mas na verdade apenas estamos mais presentes”, informou. A PR dispõe de apenas duas viaturas para cobrir o trecho.

A próxima reunião do CONSEG será no dia 1 de março, às 18h, no salão paroquial da Igreja Nossa Senhora do Brasil (Rua dos Manacás, 10, altura do km 25 da Rodovia Raposo Tavares, Cotia – SP).

Sobre Granja News

O Granja News, jornal voltado ao público da Granja Viana e região, tem circulação em todo o centro comercial da Granja, parte de Cotia e em 90 condomínios da região, como por exemplo, São Paulo II, Nova Higienópolis, Fazendinha.

Leia também

Devido ao carnaval, Câmara de Cotia muda data da 2ª Sessão Ordinária

Reunião acontece às 10h do dia 16 de fevereiro, no Plenário da Câmara Municipal Em …