Home / Utilidade pública / Grande São Paulo reduz homicídios e crimes patrimoniais em março

Grande São Paulo reduz homicídios e crimes patrimoniais em março

As reduções no primeiro trimestre do ano se estenderam pelos casos de latrocínios, roubos e furtos em geral e de veículo, além de roubos a banco

A região metropolitana de São Paulo fechou o terceiro mês do ano com redução nos indicadores de casos e vítimas de homicídios e diminuição nos latrocínios e em todas as modalidades de roubos e furtos.

No mês de março os homicídios dolosos apresentaram queda de 28,7%, passando de 87 para 62 – 25 a menos. A quantidade de homicídios é a menor de toda a série histórica, iniciada em 2001.

Já no período de  acumulado, a queda foi de 24,6%. Foram 175 boletins de ocorrências, ante 232 registrados em igual período de 2017, ou seja, 57 a menos na comparação do trimestre. Também é o menor número da série histórica para o período.

O número de vítimas teve recuo de 29,2% em março, passando de 96 para 68, ou seja, 28 vidas poupadas. De janeiro a março, a queda foi de 24,4%, com 189 no período. É o menor total da série histórica do trimestre.

Com as variações em março, as taxas de mortes chegaram a 8,32 casos e 8,79 vítimas de homicídio doloso a cada 100 mil habitantes da Grande São Paulo – de abril de 2017 a março deste ano. São as menores taxas da série.

Os latrocínios recuaram em 37,5% no terceiro mês deste ano. Passaram de oito para cinco boletins de ocorrência contabilizados – três a menos. O total de janeiro a março recuou em 37%, passando de 27 para 17 casos.

No mês de março, cada caso de roubo seguido de morte contabilizou uma vítima. A diminuição de 37,5% nos casos se manteve no indicador de vítimas, com três vidas poupadas. É o menor número desde 2006, ao lado de 2011.

A quantidade de vítimas de latrocínios reduziu 33,33% de janeiro a março deste ano. Passaram de 27 para 18 casos – com nove a menos, na comparação com o mesmo período do ano passado.

Já os estupros em geral aumentaram 24,7% em março, passando de 194 para 242. No primeiro trimestre de 2018, a quantidade apresentou alta de 28,6%, com 145 casos a mais registrados no período.

Enquanto isso, as extorsões mediante sequestro ficaram zeradas em março, pelo quarto ano consecutivo. No trimestre, apenas uma ocorrência foi contabilizada, contra nenhuma em igual período de 2017.

Roubos e furtos
Os roubos em geral apresentaram queda de 19,2% em março, passando de 7.133 para 5.764, ou seja, 1.369 casos a menos. De janeiro a março, a quantidade caiu em 12,1% – as ocorrências passaram de 19.172 para 16.846.

O mês de março também registrou queda nos roubos de veículos. Com 22,5% a menos, o total passou de 1.868 para 1.447 – 421 a menos. É o segundo menor total da séria histórica, atrás de 2008 (1.390 casos).

No período acumulado, os roubos de veículos também tiveram queda de 24,6%. Foram 4.085 boletins de ocorrência desta natureza este ano, contra 5.417 nos três primeiros meses do ano passado – 1.332 a menos.

Os roubos de carga apresentaram redução de 13,2%, com 230 casos registrados no último mês. No trimestre, houve aumento foi de 1,1%, passando de 645 ocorrências para 652.

Os roubos a banco tiveram a maior queda entre os indicadores. Com 66,7% casos a menos no mês de março, passando de três para um. No trimestre, a quantidade teve recuo de 80% – menor total da série histórica para o período. O número passou de cinco para um.

Os furtos em geral apresentaram diminuição de 5,3% no mês – com 319 ocorrências a menos. O número passou de 5.997 para 5.678 registros. No trimestre, o recuo foi de 2,2%, com 358 casos a menos.

Já nos furtos de veículos a redução foi de 3,5% no terceiro mês deste ano – passaram de 2.137 para 2.063. De janeiro a março, o total foi de 5.566, ou seja, 1,9% a menos que em igual período de 2017. É o menor número desde 2013.

Produtividade policial
O trabalho realizado pelas três polícias na Grande São Paulo resultou em 2.931 prisões realizadas em março. Ao longo do ano, de janeiro a março de 2018, o total de prisões foi de 8.168.

Os flagrantes de tráfico de drogas tiveram aumento de 6,32% no trimestre, passando de 1.709 para 1.817. É o maior número da série histórica para o período.

No terceiro mês do ano, a produtividade policial também retirou 183 armas de fogo das ruas. No período acumulado do primeiro trimestre, a quantidade foi de 498 armas apreendidas.

Sobre Granja News

O Granja News, jornal voltado ao público da Granja Viana e região, tem circulação em todo o centro comercial da Granja, parte de Cotia e em 90 condomínios da região, como por exemplo, São Paulo II, Nova Higienópolis, Fazendinha.

Leia também

Cotia/SP – Dia 18/02 tem vacinação contra Covid-19 para trabalhadores de saúde

  Serão dois polos de vacinação, um em Cotia e outro em Caucaia do Alto. …