Home / Cotia / Cotia lembrou a luta antimanicomial com programação especial

Cotia lembrou a luta antimanicomial com programação especial

Palestras, vídeos, dinâmicas e apresentação cultural marcaram o evento que contou com dezenas de pacientes dos CAPS’s de Cotia e de familiares

Muita emoção e alegria marcaram as comemorações do Dia Nacional da Luta Antimanicomial [celebrado em 18 de maio]. A programação, especialmente organizada e realizada pela Secretaria de Saúde de Cotia, por meio do Programa de Saúde Mental, aconteceu durante toda a manhã de sexta-feira (17), e contou com a presença de dezenas de pacientes dos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS’s) e de familiares que acompanharam palestras, exibição de vídeos falando sobre a saúde mental, atividades física e dinâmica e apresentação cultural. Pinturas e trabalhos artesanais feitos pelos pacientes também estavam em exposição durante o evento.

Entre os palestrantes esteve a pedagoga Neide Bizarro, que já coordenou o atendimento psicossocial em Cotia. Em sua palestra “O que vejo, trocamos a lente na saúde mental”, Neide emocionou os presentes. Já a psicóloga do CAPS I de Cotia, Marta Ramos, palestrou sobre os “Desafios da Luta Antimanicomial hoje”.

A moradora do Jardim Ísis, Berenice Santos Zanardo Matos, participou da programação na companhia do marido, Alexandre Zanardo Matos, paciente do CAPS Adulto há cinco anos. “Achei um evento maravilhoso. Estamos no CAPS há cinco anos e o atendimento é maravilhoso. Se meu marido está tendo uma vida normal hoje é graças ao acompanhamento no CAPS. Nos últimos meses estamos percebendo melhorias no serviço e a Prefeitura está mais presente. Só temos a agradecer”, disse Berenice.

Marcaram presença no evento a Secretária da Mulher, Ângela Maluf, a enfermeira e coordenadora da Saúde Mental de Cotia, Soraya de Moraes, idealizadoras e organizadoras do evento e da programação.

As bandas Vide Verso e Batucaps abrilhantaram o evento com apresentação de músicas conhecidas pelo público, e, sobretudo, músicas que alertam para a importância da inclusão social, tratamento correto de transtornos e dependência química.

Cotia conta com três Centro de Atenção Psicossocial, são eles: CAPS Infantil (rua Valdionor Belloti,105, Vila Santo Antônio do Portão), CAPS Adulto (rua Sussumo Yoshimoto, 158, Jardim dos Ipês) e CAPS Álcool e Drogas (rua Adolfo Barsotine, 140, Vila Santo Antônio do Portão). Para atendimento não é necessário encaminhamento. 

Sobre a Luta Antimanicomial

O Dia Nacional da Luta Antimanicomial surgiu a partir do Encontro Nacional de Trabalhadores da Saúde Mental, que aconteceu em 1987, na cidade de Bauru. No evento, foram denunciados abusos e violação de direitos humanos sofridos por usuários da saúde mental nos manicômios. Lutava-se pelo fim desse tipo de tratamento e pela instalação de serviços substitutivos.

O movimento conquistou a sanção da Lei 10.216/2001, que determina o fechamento progressivo dos manicômios e a implantação de serviços os CAPS, as Residências Terapêuticas, Programas de Redução de Danos, Centros de Convivência e as Oficinas de Geração de Renda.

Fotos: Vagner Santos

 

Sobre Hostmarx

Leia também

Cotia recebe dois novos ônibus e amplia a frota do Transporte Escolar Gratuito

Na última semana, a Prefeitura de Cotia recebeu dois ônibus, com capacidade de 44 lugares …