Home / Cotia / Cotia/SP- Ângela Maria Maluf e os 365 dias das mulheres

Cotia/SP- Ângela Maria Maluf e os 365 dias das mulheres

A vice prefeita de Cotia luta incansavelmente para garantir melhores condições às mulheres e aos demais grupos discriminados socialmente

Por Victoria Cattony

Há mais de 40 anos, em 8 de março, é comemorado, oficialmente, o Dia Internacional da Mulher. Uma data marcada pela luta incansável e diária de todas as mulheres por melhores condições de existência dentro da sociedade, seja por meio da reivindicação Legal por direitos ou a busca pela justiça social e igualdade de gênero, através da Ética e Moral.

A data, reconhecida pela Organização das Nações Unidas (ONU) no ano de 1975 é uma das muitas conquistas da ala feminina da comunidade mundial, mas não a única e muito menos aquela que basta para sanar as necessidades de reconhecimento das mulheres.

Diariamente surgem novas questões e/ou persistem antigas quanto ao pertencimento igualitário das mulheres dentro do mercado de trabalho e do convívio social. A atual Vice prefeita do município de Cotia, se tornou professora após seus 40 anos de idade, Ângela Maria Maluf é uma das muitas, que além de lutar pelos direitos das mulheres, também procura garantir melhores condições para as minorias LGBTQIA+, negra, entre outros.

“Essa causa sempre me sensibilizou e presenciar situações de violência, de exclusão da mulher nos espaços de decisão, bem como a discriminação dos gays  em várias esferas do convívio social me indignou. E tomada por essa indignação comecei a me mobilizar. Quando a gente vive o preconceito na nossa carne, não tem como fechar os olhos pra ele. Pelo contrário, temos que abrir os olhos de todas as outras pessoas em condições mais privilegiadas. Hoje eu também luto contra o preconceito étnico, religioso e racial. Luto contra qualquer tipo de preconceito”, conta.

Ângela foi, por duas vezes, responsável pela Secretaria da Mulher de Cotia e, como muitas, acredita numa sociedade que seja igualitária para todos os povos, em que os meninos e meninas das próximas gerações sejam capazes de se colocarem no lugar do outro e entendam suas escolhas e condições de vida sem que questionem, oprimam, excluam ou discriminem por quaisquer de suas opções.

Em 7 de agosto de 2021, a lei Maria da Penha, que contém 46 artigos distribuídos em 7 títulos, completa 15 anos, e marca o surgimento de um dos maiores instrumentos de garantia e proteção aos direitos da mulher no Brasil. De acordo com o Instituto Maria da Penha, em resumo, “ela cria mecanismos para prevenir e coibir a violência doméstica e familiar contra a mulher”, mas para a vice prefeita de Cotia, apesar de acreditar que houveram muitos avanços em função dela, afirma haver muito mais para lutar, principalmente no acolhimento às vítimas de violência.

“Aqui em Cotia felizmente temos uma delegacia da mulher, o Anexo de Violência Doméstica funcionando no Fórum de Cotia, o programa Guardiã Maria da Penha, a Casa de Acolhimento entre outros programas para defesa da Mulher, tudo fruto de muita luta com minha parcela de contribuição e de muita sensibilidade para o tema do nosso Prefeito Rogério Franco”, comemora.

Para a gestão em um ano tão emblemático quanto ao que se encontra, Ângela espera, além de poder se vacinar contra a COVID-19 e voltar às ruas para próximo de seu povo, também somar na construção de políticas públicas aos menos favorecidos, junto de Rogério Franco, o Prefeito Incansável, como chama

Quando questionada sobre a ajuda da comunidade a fim de atingir seus objetivos, a ex-Secretária da Mulher afirma que recebem diariamente milhares de mensagens de apoio e algumas críticas construtivas sobre o mandato, de modo que estão sempre atentos a tudo. Entretanto é com o apoio e a confiança da população que se vê capaz de alcançar voos cada vez mais altos.

Foto: Divulgação

Sobre Granja News

O Granja News, jornal voltado ao público da Granja Viana e região, tem circulação em todo o centro comercial da Granja, parte de Cotia e em 90 condomínios da região, como por exemplo, São Paulo II, Nova Higienópolis, Fazendinha.

Leia também

Seguindo orientação do Estado, Cotia antecipa 2ª dose da vacina da Pfizer de 12 para 8 semanas

A orientação é para que todos que receberam a 1ª dose deste imunizante verifique a …

Skip to content