Home / Utilidade pública / Grande São Paulo tem queda de homicídios e latrocínios em 2016

Grande São Paulo tem queda de homicídios e latrocínios em 2016

Região Metropolitana também diminuiu os estupros e as extorsões mediante sequestro no ano passado, além de aumentar prisões e flagrantes de tráfico

A Grande São Paulo terminou o ano de 2016 com queda de casos e de vítimas de homicídios dolosos, assim como de ocorrências e vítimas de latrocínios. O ano ainda acumulou queda de estupros e extorsões mediante sequestro, além de aumento na produtividade policial, com recorde de prisões e flagrantes de tráfico de drogas.

O total de homicídios dolosos diminuiu de 898 para 756, uma redução de 15,81% – equivalente a 142 registros. Em dezembro, houve diminuição de 11,36% no total de casos desse tipo (de 88 para 78), ou seja, 10 a menos.

Já o total de vítimas de homicídios dolosos recuou 18,33% no ano, passando de 971 para 793. Com a queda, foram poupadas 178 vidas. Somente em dezembro, a quantidade de vítimas de homicídio doloso caiu 11,96%. A redução preservou 11 vidas, já que o número baixou de 92 para 81. Os dois cenários – ano e mês – têm as menores quantidades de homicídios e de vítimas da série histórica.

Com a redução dos homicídios, a Grande São Paulo alcançou novamente os índices mais baixos da série histórica. Em 2016, as taxas foram de 8,46 casos e 8,87 vítimas a cada grupo de 100 mil habitantes.

Os estupros caíram 0,29% no ano, passando de 1.703 registros em 2015 para 1.698 em 2016, ou seja, foram cinco casos a menos no ano passado. Em dezembro, houve recuo de 4,44% deste indicador de criminalidade. No mês passado foram contabilizadas 129 casos, ante 135 em dezembro de 2015.

Para o ano, a quantidade de estupros é a menor desde 2009, quando entrou em vigor a nova lei de estupro (12.195/2009). Para o mês, a soma é a menor desde 2008.

Crimes contra o patrimônio

Os latrocínios tiveram redução de 3,66% no ano passado. Em 2016 foram contabilizados 79 registros do indicador de criminalidade, ante 82 no ano anterior, ou seja, uma diminuição de três ocorrências. O total de casos é o menor desde 2011, quando foram registrados 74 boletins do tipo.

Em dezembro, também houve recuo dos latrocínios na Grande São Paulo. O indicador teve queda de 28,57%, passando de sete para cinco casos.

Houve redução de 28,57% no número de vítimas de latrocínio em dezembro de 2016 – passando de sete para cinco. No ano, há redução de 2,38%, passando de 84 para 82.

No ano passado, as extorsões mediante sequestro também tiveram a menor quantidade de casos desde 2001, na Região Metropolitana de São Paulo. Em 2016, houve um único registro do indicador, ante seis no ano anterior. A queda foi, portanto, de 83,33%.

Em dezembro, os sequestros ficaram zerados, contra um caso em 2015.

Os roubos em geral diminuíram 1,38% em dezembro, passando de 6.322 para 6.235 registros – 87 a menos. Entretanto, no ano passado em relação ao ano anterior, a alta foi de 6,08%, com 4.415 casos a mais.

Os roubos de veículo recuaram 6,45% em dezembro, caindo de 2.497 para 2.336 registros – 161 a menos. O total é o menor desde o ano de 2012, quando foram verificadas 2.148 ocorrências do tipo.

Contudo, no ano passado em relação ao ano anterior, houve aumento de 0,14% dos roubos de veículos, com 33 registros a mais.

Os furtos em geral recuaram 1,23% em dezembro, caindo de 5.380 para 5.314 casos – 66 a menos. A soma de ocorrência é a menor desde 2001, quando foram registrados 5.247 boletins do indicador de criminalidade.

Entretanto, no ano, houve alta de 2,79%, com 1.862 furtos a mais.

Os furtos de veículo diminuíram 7,99% em dezembro, passando de 1.739 para 1.600 – 139 a menos. O total é o menor desde o ano de 2012, quando foram verificadas 1.467 ocorrências do tipo.

Contudo, no ano passado em relação a 2015, houve crescimento de 1,93% dos furtos de veículos, com 440 casos a mais.

Os roubos a banco aumentaram 42,11% em 2016. O ano teve 27 ocorrências do indicador, ante 19 em 2015. Os roubos de carga cresceram 16,55% no ano, com 2.183 boletins registrados.

Produtividade policial

O trabalho das polícias da Grande São Paulo resultou em um aumento de 6,62% no total de prisões em 2016. O número chegou a 33.120, um recorde.

Em dezembro, as prisões cresceram 2,38%, passando de 2.392 para 2.449, com 57 a mais. O cenário mensal também é recorde.

O número de flagrantes de tráfico de entorpecentes aumentou 4,03% em 2016 e também alcançou recorde. O indicador de produtividade policial passou de 5.535 para 5.758.

Em dezembro, o crescimento foi de 15,15% (de 363 para 418).

Fonte: Site da SSP (clique para ver texto com gráficos)

Sobre Granja News

O Granja News, jornal voltado ao público da Granja Viana e região, tem circulação em todo o centro comercial da Granja, parte de Cotia e em 90 condomínios da região, como por exemplo, São Paulo II, Nova Higienópolis, Fazendinha.

Leia também

São Roque/SP – Sabesp adota novo modelo de conta de água

Novo modelo não é falso, como dizem algumas mensagens equivocadas que circulam nas redes socais …

Skip to content