Home / Trânsito e transportes / Saiba como transportar seu animal nos trens da CPTM

Saiba como transportar seu animal nos trens da CPTM

Liberação vale para os horários fora de pico nos dias úteis e durante toda a operação nos finais de semana e feriados

Os bichinhos de estimação já podem andar nos trens da CPTM durante toda a operação aos finais de semana e feriados. Nos dias úteis, o transporte deve ser realizado fora do horário de pico (das 10h às 16h e das 19h até o fim da operação comercial). Vale lembrar que o peso do animal não pode ultrapassar os 10 quilos.

A exceção é aberta para bichinhos que tenham procedimento cirúrgico agendado. Neste caso, o dono deverá apresentar uma solicitação assinada pelo veterinário, constando data, horário e motivo da operação. Já os cães-guias continuam liberados diariamente, durante toda a operação.

O transporte dos pets foi regulamentado por meio da Lei Estadual 16.930/2019, que entrou em vigor no dia 24 de janeiro. De acordo com ela, o translado do animal deverá ocorrer sem prejudicar a comodidade e segurança dos passageiros e de terceiros, e não comprometer e/ou causar qualquer alteração no regime de funcionamento da linha.

Com a nova Lei, animais de pequeno porte podem ser transportados na CPTM, no Metrô, VLT (Veículo Leve Sobre Trilhos) e nos ônibus intermunicipais. O traslado deve ser feito em caixas ou suportes apropriados, limpos e sem vazamentos, a fim de não causar incômodo aos outros passageiros.

A dimensão máxima recomendada para a caixa é de 45 x 60 x 35 cm de altura. Por segurança, a CPTM sugere que o dono coloque uma etiqueta com o nome e número telefônico na caixa.

Sobre Granja News

O Granja News, jornal voltado ao público da Granja Viana e região, tem circulação em todo o centro comercial da Granja, parte de Cotia e em 90 condomínios da região, como por exemplo, São Paulo II, Nova Higienópolis, Fazendinha.

Leia também

Fiscalização do Detran.SP em ECV da Grande SP

Detran.SP flagra irregularidades em 47 empresas de vistoria na Grande SP

Fiscalização feita por 8 equipes simultaneamente identificou espaços sem equipamentos necessários para vistoria veicular, acessibilidade …

Deixe uma resposta